17/10/2018

Compra Londrina lança site AgriFAM e convida mercado para ampliar compras da agricultura local

Compartilhe

Marcelo Frazão com informações do N.com/PML

O Programa Compra Londrina agora está aberto ao segmento agrícola com a criação do AgriFAM Londrina – um movimento que conecta o poder público, o mercado privado de alimentação e produtores da agricultura familiar de Londrina.

O AgriFAM nasce com dois objetivos: ampliar, por parte da Prefeitura de Londrina, as aquisições de alimentos para as 185 unidades escolares municipais e, ao mesmo tempo, estimular o mercado privado a adotar metas de compras dos produtores agrícolas locais.

A iniciativa marca a 1ª Semana Municipal de Alimentação e o Dia Mundial da Alimentação, realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAA). O movimento tem o apoio da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-Londrina), Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Sebrae e cooperativas locais de agricultores, como a COAFAS, que tem 460 produtores fornecendo para a alimentação escolar.

Na ocasião, o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Alexandre Fujita, destacou que cerca de 70% dos alimentos que chegam à mesa dos consumidores vêm de pequenos produtores rurais. “O Programa Compra Londrina valoriza produtos e serviços do comércio local. E é por isso que estamos aqui com essa proposta de que os produtos do campo, produzidos em Londrina, também sejam absorvidos em maior quantidade por restaurantes, supermercados e sacolões da cidade”, afirmou.

Anualmente, a Prefeitura de Londrina compra quase R$ 1,8 milhão em produtos da agricultura familiar – o que representa perto de 40% dos gastos com alimentos. A meta, já superada, é de 30%, segundo resolução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).  “Queremos chegar a 100%, incluindo, também, alimentos orgânicos e outros tipos de alimentos que ainda não estão no cardápio das escolas”, afirmou a secretária de Educação, Maria Tereza Paschoal. No começo de 2019, a Prefeitura deve publicar novos editais para contratar cooperativas fornecedoras para a alimentação escolar. “A merenda escolar é uma política pública de alimentação balanceada, e queremos que ela venha dos produtores locais”, ressaltou Maria Tereza.

Além da alimentação escolar por meio Secretaria de Educação, outras políticas também estão em articulação para absorver produtos da agricultura local, como o fornecimento das refeições do Restaurante Popular e a comercialização direta nas feiras para o consumidor.

“A partir da experiência que desenvolvemos na Prefeitura e com o apoio dos segmentos, não há dúvidas de que a iniciativa privada também pode colaborar muito para o dinheiro de Londrina permanecer em Londrina, favorecendo o desenvolvimento local”, aposta o secretário de Gestão Pública, Fábio Cavazotti.

Para engajar o mercado na ideia, estão previstas ações como rodadas de negócios entre agricultores e empresas de alimentação e visitas a propriedades e cooperativas.

 

“Feira virtual”

Durante o evento, a primeira iniciativa para conectar quem compra com quem vende foi lançada: está no ar o site do AgriFAM para dar visibilidade à produção dos 2,6 mil agricultores familiares existentes em Londrina e servir como meio de contato com interessados em adquirir diretamente deles. Durante os próximos 45 dias, o movimento investe no cadastramento dos agricultores locais como uma “vitrine” que, em breve, poderá ser consultada por qualquer comprador: desde consumidores individuais até mercados, supermercados, lanchonetes e empresas que trabalham com preparo de alimentação em Londrina.

O site trará todas as informações sobre os produtores locais, como localização, produtos e capacidade de produção, sazonalidade e preços médios. Será possível encontrar produtores de Londrina pesquisando por itens e pelo tipo de produção: convencional, agroecológica ou orgânica. “Será um contato direto, sem intermediários, bom para o agricultor e para o comprador. E este será um grande passo para a agricultura familiar do nosso município”, destacou o secretário de Agricultura de Londrina.

Os agricultores já podem iniciar o cadastro na internet. “É uma ferramenta que vai servir como ponto de encontro entre as cadeias produtoras e os compradores. Por meio do cadastramento dos produtores locais, pretendemos chegar a um índice maior de consumo de itens produzidos aqui em Londrina”, frisou a servidora Vanessa Sayuri Fukui, da Secretaria Municipal de Gestão Pública.

O Site já pode ser acessado para cadastro no endereço http://agrifam.londrina.pr.gov.br/. "É um site simples e efetivo, pois nosso interesse é que todos sejam beneficiados: poder público, mercado privado, e produtores rurais, E o Agrifam Londrina é a peça que compõe toda essa engrenagem. Nossa expectativa é que um novo ciclo inicie para a produção agrícola de Londrina".

Confirma mais informações no link da reportagem do jornal Folha de Londrina: "Londrina terá feira virtual de produtos da agricultura familiar"

https://www.folhadelondirna.com.br/economia/londrina-tera-feira-virtual-de-produtos-da-agricultura-familiar-1017970.html