04/12/2019

Município compra mais de R$ 600 mil em informática

Compartilhe

 

Marcelo Frazão


A Prefeitura de Londrina abriu a compra de até R$ 608.816,45 em materiais e equipamentos de informática para abastecer 21 secretarias. O pregão 316/2019 está marcado para o dia 9 de dezembro, 9h, na Sala de Licitações do prédio central da Prefeitura.

A divulgação do pregão é feita pelo Programa Compra Londrina, uma aliança entre Prefeitura, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Sebrae e Observatório de Gestão Pública de Londrina (OGPL) para dar mais transparência às licitações e estimular novas empresas de Londrina a negociar com o poder público.

O pregão 316/2019 é exclusivo para disputa por micro e pequenas empresas. São 65 lotes com suprimentos de informática diversificados. Entre os itens principais, estão monitores, cabos HDMI, cabos USB, coolers, baterias, apoios para teclado, tonners, mouses, pen drives, placas e processadores. Seis dos lotes são para a compra de 324 HDs de 500 GB a 1 Tb. No total, o conjunto tem valor máximo estimado de R$ 130.328,40 para disputa.

Segundo as regras do Programa Compra Londrina (decreto 753), empresas da cidade têm vantagens na competição com empresas de outros municípios. De olho no desenvolvimento do mercado londrinense, a Prefeitura está autorizada legalmente a pagar até 10% a mais por um produto de um fornecedor local, caso uma empresa “de fora” oferte menor valor, dentro do limite. Na prática, empresas de outros municípios, caso queiram vencer a disputa, precisam manter uma “distância” de 10% a menos em relação aos preços ofertados pelas empresas de Londrina.

O pregão completo, com edital contendo os documentos e regras e anexos podem ser consultados em bit.ly/pregao316completo. Todos os lotes e itens, com valores máximos de disputa, podem ser consultados aqui no link bit.ly/itensinformatica.

Consultoria completa – A sala do Programa Compra Londrina, no 1º andar da Prefeitura, é especializada em dar suporte, consultorias e treinamentos gratuitos para licitantes e interessados em disputar as compras da Prefeitura. Orientações presenciais podem ser agendadas pelo telefone 3372-4605. O número também pode ser acionado em caso de dúvidas pontuais sobre os editais. “Não há problema nenhum em empresas que nunca disputaram compras em licitações. Na Sala do Programa ensinamos tudo o que é preciso, do zero”, afirmou Marcelo Frazão, coordenador do Compra Londrina. “Basta marcar um atendimento e informamos todos os procedimentos que mais causam dúvidas nos interessados em disputar as compras da Prefeitura”, completou.

O programa mantém um site onde empresas podem se cadastrar no link http://compralondrina.com.br/cadastre-sua-empresa para receber informações sobre os editais abertos em órgãos como a Prefeitura, UEL, CMTU, Câmara de Vereadores, Cohab e Sercomtel. O interessado pode acessar, ainda, o Compra Londrina pelo facebook em www.facebook.com/compralondrina .

Passo a passo da disputa – O pregão de suprimentos de informática é no formato Registro de Preços: nele, a Prefeitura requisita a entrega dos serviços ao longo do ano, de acordo com uma programação prévia, e a empresa deve manter os preços iniciais até o fim do contrato. No dia da disputa, veja como tudo funciona:

1 – Segundo o edital, no dia marcado, o pregoeiro recebe as propostas das empresas em documentos impressos assinados no envelope.

2 – Em cada lote, o pregoeiro identifica entre os participantes aquele que ofertou o menor valor pelo lote.

3 – Identificado o menor valor, o pregoeiro seleciona para a próxima etapa todas as empresas com propostas até 10% acima do menor valor verificado.

Em um exemplo fictício: em um lote com teto máximo de R$ 150 mil, uma empresa ofertou o valor de R$ 100 mil no envelope impresso. Após a abertura de todas as propostas das empresas, o pregoeiro identifica esta como a melhor proposta.

A partir disso, todas as empresas que ofereceram preços no intervalo de R$ 100 mil a R$ 110 mil (10% maior que a menor oferta) estão classificadas para a fase de lances. As demais estão automaticamente desclassificadas.

4 – Apenas as empresas dentro do intervalo descrito participarão de um “leilão invertido” – cujo valor mínimo, no caso do exemplo, é R$ 100 mil. Assim, as empresas são estimuladas pelo pregoeiro da sessão a ofertar lances verbais que cubram a menor proposta, até a desistência dos demais. Assim que o leilão for encerrado, o pregoeiro checa os documentos da empresa com menor valor. Caso estejam de acordo com o edital, ela pode ser considerada a vencedora do pregão assim que todos os documentos exigidos sejam validados.

 

Mais informações com Marcelo Frazão, coordenador do Programa Compra Londrina – 43 9.9141-1750