11/10/2018

Compra Londrina abre 1º AgriFAM e convida mercado de alimentação para adquirir de agricultores locais

Compartilhe

Marcelo Frazão e Lorena Rostirolla

Para aumentar transações comerciais entre empresas de alimentação e gastronomia (restaurantes, lanchonetes, cafés, bares, hotéis, supermercados, mercados e sacolões) e os produtores da agricultura familiar de Londrina, o Programa Compra Londrina abre no dia 16 de outubro, terça-feira, o 1º AgriFAM.

O AgriFAM é um evento para conectar o grande mercado de alimentação com a produção agrícola local, a partir do exemplo da Prefeitura de Londrina. O encontro marca, também, o Dia Mundial da Alimentação e abre a 1ª Semana Municipal da Alimentação com atividades que incluem, por exemplo, a inauguração da primeira Feira Pública de Orgânicos de Londrina.

São parceiros da iniciativa as secretarias de Gestão Pública, Educação, Agricultura e Abastecimento; Planejamento, Orçamento e Tecnologia; e ainda a Abrasel, Acil e Sebrae.  

Na cidade, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-Londrina) estima a existência de perto de 2 mil negócios ligados ao setor de alimentação. Além de restaurantes, lanchonetes, bares e cafeterias, há, ainda, centenas de sacolões, mercearias, mercados de bairro e supermercados.

Já na zona rural, de acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, promotora do AgriFAM, Londrina tem cerca 2,7 mil agricultores familiares com produção regular de frutas, verduras, legumes e uma infinidade de itens manufaturados. São responsáveis, como no Brasil, por 70% dos alimentos que chegam à mesa da população.

A experiência de compras locais da Prefeitura de Londrina começou em 2012. Atualmente, a Administração Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação, adquire R$ 1,9 milhão/ano da agricultura familiar para a alimentação nas 185 unidades escolares do Município. Quase 40% das aquisições de alimentos pela Prefeitura vêm do segmento da agricultura familiar, superando a meta de 30%, estabelecida por resolução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) do Ministério da Educação (MEC).

Todos os dias 70 mil refeições são servidas para 43 mil alunos da rede com itens da agricultura familiar. Para abastecer as escolas, a Secretaria Municipal de Educação mantém quatro contratos com cooperativas de pequenos produtores.

A maior é a COAFAS, de Londrina, com 460 produtores de verduras, frutas, legumes, pães, ovos e bolachas caseiras para as escolas municipais.  São quase 200 toneladas de alimentos por ano.

As três demais cooperativas – COAPROCOR, COPRAMA e COOPAFI - são de outros municípios e vendem polpas para sucos, bebidas lácteas, temperos, macarrão, nhoque e soja para as escolas.  

A partir dessa experiência, durante o AgriFAM, o setor privado de alimentação de Londrina será convidado a adotar metas de aquisição da produção familiar local e a estimular o tema.

“Para o Compra Londrina o AgriFAM é um evento inovador. Pela primeira vez, além de reforçar as metas de compras da Prefeitura com a agricultura familiar, incluindo orgânicos a partir do ano que vem, também convidamos o próprio mercado de alimentação a adotar uma linha de pensamento de compras locais”, aposta Luciana Leite, coordenadora do Compra Londrina na Secretaria Municipal de Gestão Pública (SMGP).

"Comprar localmente só valoriza o nosso setor. Nas empresas, ainda se adquire de fora de Londrina muito daquilo que o nosso Município já produz”, concorda Vinícius Donadio, diretor-executivo da Abrasel, parceira do AgriFAM.

“A economia fica mais forte e o dinheiro circula mais. Beneficia o agricultor e o empresário, que poderá saber a origem da produção e até ter acesso direto à propriedade, criando mais vínculos com o campo”, ressalta o diretor da Abrasel.

Na avaliação do secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Alexandre Fujita, a realização do AgriFAM cumpre “um dos principais objetivos estratégicos da secretaria, pois alia o fomento ao agricultor familiar à promoção da garantia do direito à alimentação adequada e saudável”. Para Fujita, o evento “promove o desenvolvimento econômico local fazendo circular produtos e valores dentro do município gerando mais renda e qualidade de vida”

 

Cadastro e site

Durante o evento, para aumentar a interação de quem compra com quem vende, o Programa Compra Londrina e a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento lançarão site com Cadastro Público de Produtores da Agricultura Familiar.

O site receberá cadastros de produtores e cooperativas de Londrina interessados em expor seus produtos na inédita “vitrine” online. Após fase de cadastros – prevista para dois a três meses - qualquer consumidor individual ou empresas compradoras poderão consultar abertamente as informações, separadas por produção O site trará listas de produtos por agricultor e propriedade, localização, sazonalidade da produção, preços médios por quilo e meios de contato com os produtores de Londrina.

1º AgriFAM:
16 de outubro, 14h, na Unicesumar – Rua Santa Mônica, 450. Entrada livre